Conhecer e compreender as razões que contribuem para uma boa saúde nos idosos é um tema ao qual geneticistas vêm se dedicando há muitos anos. 

Recém publicado na revista Nature Communications, o estudo desenvolvido por pesquisadores do Centro de Estudos sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) da Universidade de São Paulo (USP) iniciou em 2010,  com moradores de São Paulo, com descendência diversificada, e resultou no 1º banco genômico de idosos da América Latina.

Os participantes deste estudo específico são voluntários de um estudo longitudinal chamado SABE (Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento). O projeto existe

Leia mais »