Sem categoria

  1. Benefícios dos testes farmacogenéticos

    Algo muito comum na relação entre médicos e pacientes, porém pouco divulgada, é o uso de determinados medicamentos para determinadas doenças que não possuem seu efeito desejado ou então causam uma série de efeitos colaterais ao paciente, precisando assim ter sua utilização suspensa, diminuída, acrescentada ou então trocada por um outro medicamento.

    O que a comunidade médica brasileira pouco sabe é que já existem testes farmacogenéticos presentes no Brasil que ajudam os médicos a entenderem como o seu paciente metaboliza os medicamentos para o sistema nervoso central. Isso permite a escolha dos medicamentos de maneira mais eficaz para cada paciente de forma de personalizada de acordo com seu perfil genético. Esses testes farmacogenéticos trazem uma série de benefícios que listaremos a seguir.

    Benefícios dos

    Leia mais »
  2. Mitos e verdades sobre testes genéticos

    O teste genético nada mais é do que a análise feita dos genes de um indivíduo, com a finalidade de analisar e por fim encontrar qualquer tipo de alteração e/ou mutação que podem ser responsáveis pelo surgimento de doenças futuras, ou então que possam influenciar na metabolização de uma série de fármacos utilizados no combate de todo e qualquer tipo de doença.

    Os testes genéticos são exames complementares que auxiliam toda a comunidade médica a escolher uma estratégica terapêutica e/ou então preventiva de maneira individualizada levando em consideração a genética de cada paciente. Conhecer o perfil genético de cada pessoa por meio dos testes genéticos que podem ser diagnósticos, preditivos ou farmacogenéticos, torna os tratamentos mais rápidos, seguros, eficientes e econômicos,aumentando

    Leia mais »
  3. Dúvidas frequentes

    O pedido do teste genético pode ser feito pelo médico, pela rede credenciada ou diretamente em nosso site: www.gntech.med.br. No site há informações completas sobre os testes oferecidos pela GnTech. Além do conteúdo explicativo, o interessado também poderá tirar suas dúvidas por meio dos nossos canais de atendimento ou com seu médico.

    Leia mais »
  4. Genética e sua aplicabilidade

    Informações sobre genética e sua aplicabilidade

    No ano de 1869, através de uma série de experimentos, o bioquímico suíço Johann Fredrich Miescher chegou a uma das mais importantes descobertas da humanidade: A existência do DNA. Porém, mesmo tendo conhecimento de sua existência, Miescher não conseguiu mostrar ao mundo, nem a si mesmo, quais eram as estruturas e forma dessa molécula tão importante. Somente oitenta e quatros anos depois, mais precisamente no ano de 1953, Francis Crick e James Watson conseguiram, através de estudos de difração de raio-x, enxergar pela primeira vez uma estrutura em dupla-hélice totalmente emaranhada, conhecido como DNA.

    Com base nos seus longos estudos, Watson e Crick apresentaram um modelo totalmente compatível com os resultados obtidos em seus experimentos, que confirmaram a estrutura do DNA.

    Leia mais »
  5. O que um bom teste genético deve conter

     

    A revolução tecnológica invadiu todas as vertentes de nossas vidas. Há novidades repletas de tecnologias nos mais diversos ambientes, como dentro de nossa casa, no modo em que nos locomovemos, nos comunicamos e até mesmo nos alimentamos, por exemplo. Se atualmente tudo evolui de maneira incrível, porque na medicina teria que ser diferente?

    Essa revolução da tecnologia também chegou à área médica. Embora muitas pessoas ainda desconheçam, hoje existem testes genéticos no mercado que são capazes de diagnosticar uma série de patologias, prever a possibilidade de uma pessoa desenvolver determinada doença e até mesmo saber se um medicamento terá uma boa resposta no organismo de determinada pessoa. É a tecnologia trabalhando em prol da saúde.

    Afinal, o que é um teste genético?

    O teste genético

    Leia mais »
  6. Genética para diagnóstico clínico

    Teste genético para diagnóstico clínico: usar ou não usar?

    Na rotina clínica os mais diversos exames são solicitados, seja para ajudar no diagnóstico de uma doença específica ou para fazer o check-up do paciente. Hemograma, leucograma, Raio X, ultrassom, dentre outros inúmeros procedimentos, ajudam o médico na avaliação. Muitas vezes, eles possibilitam o diagnóstico precoce, o que permite o tratamento do paciente ainda quando os sintomas não apareceram. Porém, há um teste disponível no Brasil e que poderia colaborar ainda mais para que as doenças fossem tratadas ou evitadas com mais especificidade: o teste genético.

    Embora ainda não seja solicitado com tanta frequência, a utilização do teste genético torna possível adotar medidas que inibam o aparecimento da doença

    Leia mais »