Também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, a Síndrome de Burnout se refere ao distúrbio psíquico provocado pelo esgotamento mental derivado do excesso de trabalho e do excesso de atribuições profissionais. Seria uma consequência da exposição prolongada a níveis altos de estresse no trabalho. 

A Síndrome de Burnout teve sua inclusão na Classificação Internacional de Doenças no ano de 2019. Citado pela primeira vez em 1974, pelo psicanalista alemão Herbert Freudenberger, e conforme dados do relatório realizado pela International Stress Management Association, está presente na vida de 32% dos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros.

Cefaléia tensional, enxaqueca, falta de ar, cansaço, sudorese, irritabilidade, palpitação, pressão alta, dores musculares, mudanças bruscas de humor, insônia, distúrbios gastrintestinais são manifestações que podem estar associadas à síndrome.

Se você chegou até aqui interessado em saber mais sobre a Síndrome de Burnout, deve estar se perguntando: Mas existe tratamento? Sim, fique tranquilo que é possível tratar e também prevenir os sintomas de esgotamento profissional. 

O tratamento da Síndrome de Burnout costuma ser feito basicamente com psicoterapia, mas também pode envolver fármacos como antidepressivos ou ansiolíticos.

Como prevenir a Síndrome de Burnout?

A melhor forma de prevenir a Síndrome de Burnout é usar estratégias que diminuam o estresse, a pressão e a exaustão no trabalho. Ter hábitos de vida saudáveis evita o desenvolvimento da Síndrome de Burnout, assim como ajudam a tratar sinais e sintomas logo no início e evitar outras doenças que podem ser desencadeadas por estresse.

As principais formas de prevenir a Síndrome de Burnout, focadas em autocuidado, são: 

- Estabeleça pequenos objetivos na vida profissional e pessoal.

- Se organize para ter momentos de lazer com pessoas queridas, sejam elas familiares ou amigos, mesmo que seja apenas através de videochamada.

- Encontre o seu equilíbrio ideal entre trabalho, lazer, família e vida social.

- Evite o contato com pessoas "negativas", especialmente aquelas que reclamam do trabalho ou dos outros. Os nossos relacionamentos são um ponto chave para se ter felicidade no trabalho. 

- Converse com alguém quem você gosta e confia sobre o que se está sentindo. 

- Faça atividades físicas regularmente. Seja qual for a modalidade, pode ser musculação, caminhada, corrida, bicicleta, yoga, natação, mas não deixe de ter uma rotina de atividade física. O importante é estar em movimento.

- Fuja dos vícios. Tente evitar o consumo de bebidas alcoólicas, cigarro ou outras drogas, pois isso só vai piorar a confusão mental.

- Nunca se automedique nem tome remédios sem prescrição médica.

- Tenha uma boa noite de sono. Para a maioria das pessoas, o recomendado é entre 7 e 9 horas por dia.

Outra atitude muito recomendada para prevenir a Síndrome de Burnout é sair um pouco da rotina, comer um prato que não está acostumado, conhecer um lugar novo, mudar o caminho do trabalho, aprender um novo hobby. O importante aqui é usar a criatividade e fazer algo diferente de vez em quando. 

A melhor prevenção ainda é o cuidado diário.