O que é o teste farmacogenético e para que serve?

Grandes revoluções vêm tomando conta do cenário médico mundial, e uma dessas revoluções são os testes farmacogenéticos. Embora sejam ainda pouco difundidos no Brasil, esses testes têm ganhado algumas partes do território brasileiro e já podem ser encontrados em alguns consultórios, clinicas, laboratórios e hospitais.

Nos roteiros de filmes, os pacientes são submetidos a testes e recebem a resposta de qual medicamento é mais eficaz contra determinada doença. Tal cenário começa a se transformar em realidade, ou seja, é a ficção invadindo o mundo real e trazendo uma série de benefícios a quem já faz uso dessa novidade tecnológica na área da saúde. Os testes farmacogenéticos já são utilizados no diagnóstico de doenças, na diminuição de efeitos adversos, e, principalmente auxiliam na escolha do medicamento correto para tratar determinada doença. Portanto, pode-se afirmar que os testes farmacogenéticos são capazes de salvar muitas vidas.

Como o próprio nome já diz, o teste farmacogenético analisa, ao mesmo tempo, a genética de uma pessoa e a resposta que seu terá a uma série de medicamentos. Dessa forma, após a aplicação desse teste, é possível saber qual fármaco será mais e qual fármaco será menos efetivo no organismo de um paciente, proporcionando uma escolha medicamentosa mais assertiva na hora de tratar um paciente. Pode-se afirmar que a utilização dos testes farmacogenéticos é a melhor maneira de trazer segurança e conforto para um paciente que precisa enfrentar um tratamento para erradicar determinada doença.

 

Testes farmacogenéticos já são utilizados em diferentes áreas da medicina

A cada dia que passa, a medicina está mais ampla e, consequentemente, mais moderna. Atualmente, há um grande número de áreas de atuação de médicos, mas infelizmente ainda não é possível que os testes farmacogenéticos abranjam todas elas. Porém, já é possível encontrar testes farmacogenéticos capazes de atuar nas seguintes áreas:

áreas de aplicação teste farmacogenético

Portanto, embora os testes farmacogenéticos não englobem todas as áreas da medicina, eles já são capazes de salvar muitas vidas e curar muitas doenças. Diversas outras áreas da medicina já são estudadas para que testes farmacogenéticos também possam oferecer cobertura, além de uma série de benefícios para outras enfermidades e patologias.

 

Investindo em um teste farmacogenético

Muitas vezes, um paciente que é submetido a um tratamento para combater determinado tipo de câncer não vê o medicamento surtir o efeito desejado ou até mesmo não tem qualquer tipo de remissão. Nesses momentos, muitas dúvidas vêm à cabeça, tanto do paciente, quanto do médico. Dentre elas, a principal é: por que o medicamento não está fazendo efeito?

A resposta está diretamente ligada à genética do paciente. Como se sabe, cada indivíduo é único, assim como suas variáveis genéticas e tal fato é determinante na resposta do medicamento em seu organismo. Os testes farmacogenéticos analisam toda a variabilidade genética do paciente e comparam com uma série de medicamentos que podem ser utilizados para o tratamento da doença que está acometendo o paciente. Assim, o resultado do exame mostrará qual medicamento é mais eficaz para o organismo do paciente para que a doença seja totalmente erradicada.

Como citato anteriormente, parece ficção cientifica, mas na verdade trata-se da ciência salvando a vida de pacientes. Ao invés de investir tempo e dinheiro em medicamentos que podem não surtir efeito, é muito mais viável utilizar um teste farmacogenético antes de iniciar o tratamento, pois, dessa forma, o medicamento mais apropriado será apontado, aumentando as chances de cura desse paciente e trazendo mais conforto e tranquilidade durante seu tratamento desde o início.

Se você é médico e atua em uma das áreas de cobertura dos testes farmacogenéticos, entre em contato conosco. Possuímos uma ampla rede de profissionais gabaritados que lhe darão o suporte científico necessário para que a partir de hoje seus pacientes recebam apenas os medicamentos mais eficazes para tratamentos de suas doenças.

É a genética salvando vidas! Antes de prescrever um medicamento, procure saber se ele realmente terá o efeito desejado no organismo em questão.