As chances de ter depressão diminuem se, durante a infância, a pessoa tem contato com a natureza. Duas pesquisas foram realizadas no intuito de levantar dados para provar essa tese.

Uma delas foi feita na Dinamarca, estudando a relação de espaços verdes em torno de lares de um milhão de crianças.  Outro estudo foi realizado na Espanha, no Instituto Barcelona para a Saúde Global (ISGlobal), com mais de 3.500 entrevistados.

Tanto passeios no parque quanto brincar no quintal podem ser fatores que contribuem para a saúde mental na fase adulta.

 

Contato com a natureza reduza em 55% o risco doenças como depressão

Na Dinamarca, uma pesquisa buscou quantificar os benefícios das áreas

Leia mais »