bebêabordo

  1. Uso de remédios durante o período de amamentação: Quais podem ser prejudiciais?

    É comum o uso de medicamentos quando se está amamentando, contudo vem a dúvida: Será que algum desses medicamentos pode me prejudicar ou ao meu bebê?

    Essa resposta depende de muitos fatores, os principais são: a sua genética, que pode influenciar  diretamente no metabolismo do medicamento, as substâncias contidas e a quantidade ingerida.

    Para isso explicaremos os tipos de metabolizadores:

    Metabolizador normal:

    As pessoas que possuem dois alelos normais ou tipo selvagem são denominadas de metabolizadores normais (67% da população), pois não apresentam variantes alélicas que possam alterar drasticamente a biotransformação dos fármacos. Para essas pessoas são recomendadas as doses padrões

    Leia mais »
  2. A importância do Pré-Natal durante a gravidez

    Sabemos da alegria que é gerar um filho e, é exatamente por isso, que as mães devem tomar todos os tipos de cuidados durante a gravidez para que a gestação seja saudável e segura. Um dos principais testes  para as gestantes é o pré-natal, que mostra as condições genéticas do bebê e possibilita uma maior preparação dos pais.

    Conhecendo as alterações genéticas:

    Trissomia

    Síndrome de Down -

    Os bebês com essa condição genética geralmente tem uma vida saudável, desde que sejam sempre incentivados, estimulados e também terem um acompanhamento médico para as doenças que podem ser desenvolvidas por causa dessa trissomia. Geralmente uma pessoa com esta síndrome

    Leia mais »
  3. 1/4 das Mães no Brasil podem ter depressão pós-parto diz estudo:

    De acordo com Mariza Theme que liderou um estudo juntamente com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Brasil uma a cada quatro mulheres sofrem de depressão pós-parto. Os principais sintomas são medo, culpa, irritabilidade, ansiedade, indisposição, tristeza, insônia, desânimo e, em casos mais extremos, a rejeição do bebê.

    Segundo o médico psiquiatra Guido Boabaid May, em entrevista ao site fofurites.com, a depressão pós-parto é uma doença que, quando não tratada, pode tornar-se crônica e incapacitar a mulher para cuidar de seu filho, além de trazer grande sofrimento para ela e seus familiares. “É causada por uma combinação de fatores: genéticos, ambientais, psicológicos, hormonais e neuroquímicos e deve ser diferenciada da tristeza pós-parto, que

    Leia mais »