FARMACOGENÉTICA É A CIÊNCIA QUE ESTUDA COMO A VARIABILIDADE GENÉTICA DOS INDIVÍDUOS INTERFERE NA RESPOSTA AO USO DE MEDICAMENTOS ESPECÍFICOS.

Determinados indivíduos podem reagir diferentemente ao mesmo tipo de medicamento, dependendo de diversos fatores, tais como:

  ETNIA;

  IDADE;

  GÊNERO;

  GRAVIDEZ;

  USO DE TABACO, ÁLCOOL OU DROGAS;

  PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS;

  USO DE OUTROS MEDICAMENTOS;

  OUTRAS CARACTERÍSTICAS GENÉTICAS.

Neste sentido, a farmacogenética objetiva otimizar o tratamento através da personalização terapêutica - prescrição individualizada. Isto é feito por meio de:

  Identificação de variantes genéticas que modulem resposta aos medicamentos;

  Desenvolvimento de testes genéticos que auxiliem a melhor “prescrição” dos medicamentos;

  Reavaliação de medicamentos retirados do mercado devido a efeitos tóxicos em alguns indivíduos.

COMO OS FÁRMACOS ATUAM

Após administrado, absorvido e distribuído até seu sítio de ação, onde produz a resposta farmacológica e é então excretado.

QUANDO O MEDICAMENTO É ADMINISTRADO, ELE PASSA PELOS PROCESSOS DE:

  FARMACOCINÉTICA: envolve os processos de absorção, distribuição, biotransformação e eliminação.

  FARMACODINÂMICA: envolve a interação do fármaco com o alvo, através de um receptor.

VARIANTES GENÉTICAS - ASSOCIADOS A DIFERENÇAS INDIVIDUAIS NA EFICÁCIA E TOXICIDADE DE MUITOS MEDICAMENTOS:

  Enzimas metabolizadoras

  Transportadoras

  Receptoras de drogas

FÁRMACOS X GENES ENVOLVIDOS